DECEMBER 9, 2022

LGBTQIA+ – Montes Claros celebra os 20 anos da luta pela visibilidade trans no Brasil

O objetivo do evento foi celebrar os 20 anos da luta pela visibilidade de trans Brasil

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Montes Claros, em parceria com o Movimento LGBTQIA+ dos Gerais (MGG), realizou nessa segunda-feira (29), na Casa da Cidadania, uma roda de conversa sobre o Dia Nacional da Visibilidade Trans, com a participação de gestores públicos do município, representantes da Comissão de Diversidade Sexual e Gênero da OAB Montes Claros, do Centro de Referência em Direitos Humanos (CRDH Norte), do Grupo de Apoio e Prevenção à AIDS (Grappa) e do Centro de Formação Profissional da Divina Providência.

O objetivo do evento foi celebrar os 20 anos da luta pela visibilidade de trans Brasil, movimento que teve início em 29 de janeiro de 2004, ocasião em que o Ministério da Saúde, considerando os princípios do SUS, passou orientar os profissionais de saúde a atender esse público em suas necessidades específicas, de forma respeitosa e humanizada. Em 2011, foi lançada a política nacional de saúde integral da população
LGBTQIA+, que garante atendimento integral a esse público nos estados e municípios.

Para a coordenadora de políticas sociais do MGG e servidora pública municipal de Montes Claros, Lívia Venturini, a população LGBTQIA+ teve muitos avanços nesses 20 anos, mas é preciso avançar muito mais, já que o preconceito e a intolerância ainda perduram abertamente em nosso país.

Para a secretária municipal de Esportes, Juliana Peixoto, “o Dia Nacional
da Visibilidade Trans é um marco na luta pelo reconhecimento e pela igualdade de direitos da população LGBTQIA+. Mas esta luta pela inclusão social, ampliação de direitos e pelo reconhecimento e respeito às transgeneridades deve ser diária”.

O secretário municipal de Defesa Social, Anderson Chaves, destacou que a Guarda Municipal de Montes Claros já tem uma atuação de respeito e tolerância. “A nossa Guarda Municipal é uma das guardas mais respeitadas do interior do Brasil. Ela vive um novo momento, um momento de novas conquistas. E o respeito a esse público mostra a preparação dos nossos servidores. Prova disso é que jamais tivemos uma ocorrência de discriminação por parte da nossa Guarda. Pelo contrário, ela foi capacitada para combater os efeitos da discriminação homofóbica, principalmente na maneira de atuar nas ocorrências envolvendo a população LGBTQIA+”, explicou o secretário.

Para a diretora de Assistência Social da Prefeitura de Montes Claros, Kenya Medeiros, o Município não mede esforços para atender toda a população indistintamente. “Recentemente, foi disponibilizada uma servidora para realizar os serviços de inscrição e atualização do CadÚnico na Casa da Cidadania, para atender exclusivamente a população LGBTQIA+ em vulnerabilidade social. E qualquer demanda que surgir, faremos o maior esforço para atender”, disse Kenya.

“A missão da Gestão Municipal é cuidar das pessoas e tornar a nossa cidade cada vez mais humana”, sintetizou a secretária de Planejamento e Gestão, Celeste Leite Fróes.

O presidente do MGG, José Cândido de Souza Filho, o Candinho, encerrou o evento agradecendo a Administração Municipal pelo respeito e empenho que dedica às pautas LGBT.

Compartilhe:

Notícias Relacionadas

Montes Claros Polícia

Tiroteio em Montes Claros deixa um morto e um ferido

Empreendedorismo Montes Claros

Câmara da Mulher realiza primeiro Café Conexão para empreendedoras