DECEMBER 9, 2022

Empresários do setor financeiro estavam no avião que caiu em Minas; veja quem são as outras vítimas

Também perderam a vida no acidente as esposas dos empresários, o filho de um deles, além do piloto e copiloto

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Dois empresários do setor financeiro e familiares estão entre as vítimas do acidente com um avião que caiu em Itapeva, no Sul de Minas, neste domingo (28). André Rodrigues do Amaral, de 40 anos, e Marcílio Franco da Silveira, de 42, eram sócios da Credfranco, operadora de crédito consignado com sede em Belo Horizonte.

 

Marcílio Franco era natural de Janaúba, no Norte de Minas, e proprietário do Haras Cigano, em Mateus Leme, região metropolitana de BH. Ele também era presidente da Associação Nacional de Empresas Correspondentes Bancárias (Anec), onde André Rodrigues era conselheiro administrativo.

 

Também perderam a vida no acidente as esposas dos empresários, Fernanda e Raquel, e o filho de Marcílio, de apenas dois anos. O piloto Geberson Henrique Tadeu Chagas Pereira e o copiloto Gabriel de Almeida Quintão Araújo, de 25 anos, estão entre as vítimas.

 

A Credfranco publicou uma nota nas redes sociais anunciando luto nesta segunda (29). Informações sobre velório e sepultamento serão informados em breve.

 

Saiba quem são as vítimas do acidente:

 

  • André Rodrigues do Amaral, 40 anos, empresário
  • Fernanda Luísa Costa Amaral, 38 anos, esposa de André
  • Marcílio Franco da Silveira, 42 anos, empresário
  • Raquel Souza Neves Silveira, 40 anos, esposa de Marcílio
  • Antônio Neves Silveira, 2 anos, filho de Marcílio e Raquel
  • Geberson Henrique Tadeu Chagas Pereira, piloto
  • Gabriel de Almeida Quintão Araújo, 25 anos, copiloto

 

Entenda o caso:

 

O monomotor que pertencia à Credfranco decolou em Campinas (SP), na manhã deste domingo (28), com destino a Belo Horizonte. O veículo era designado para serviço aéreo privado e não possuía permissão para fazer táxi aéreo. Fabricado em 1996 pela Piper Aircraft, foi comprado em 23 de novembro do ano passado pela empresa.

 

Pessoas que estavam próximo ao local relataram ter visto o avião se partindo no ar, e destroços caindo por um descampado próximo a um conhecido hotel da região.

A aeronave estava com situação regularizada para voar, de acordo com a matrícula registrada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Compartilhe:

Notícias Relacionadas

Norte de Minas Polícia

Padrasto é preso por abusos cometidos contra enteada em Manga

Acidente Atendimento SAMU Montes Claros Norte de Minas

SAMU socorre vítimas de colisão entre ônibus na BR-251, em Francisco Sá