DECEMBER 9, 2022

Centro de Especialidades em Bocaiúva é inaugurado e vai atender mais cinco municípios

Investimento do Governo de Minas na Atenção Primária à Saúde ultrapassa R$ 400 milhões.

content_bocaiuva_24-11-24_credito_foto_ascom_cosems

Foto: Cosems / Divulgação

A população de Bocaiúva e região já pode contar com atendimento de saúde do Centro de Especialidades Médicas Dr. José Marcos Matos, inaugurado em 24/11.

A nova unidade terá como linhas de cuidados prioritárias o pré-natal de alto risco; criança de risco; hipertensão arterial sistêmica; diabetes de alto e muito alto risco, além da propedêutica do câncer do colo de útero e de mama.

Além de Bocaiúva, a unidade atenderá demandas da população residente em outros cinco municípios: Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Guaraciama, Joaquim Felício e Olhos D’Água.

“Certamente, essa unidade especializada vai ajudar muito no diagnóstico precoce de doenças, já que é vinculado à atenção primária à saúde. Isso tem tudo a ver com o investimento que o Governo do Estado tem feito na cobertura de 100% dos postos de saúde, superior a R$ 400 milhões”, ressaltou o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti.

“Minas Gerais tem dado um grande exemplo de respeito à governança do Sistema Único de Saúde (SUS). Fico orgulhoso de fazer parte das políticas de prevenção e de promoção da saúde. Junto com os municípios, nos últimos anos, fizemos grandes políticas públicas transformadoras e, em pouco tempo, estamos evoluindo décadas”, destacou.

Para que os avanços fossem concretizados, contemplando serviços de atenção primária, especializada, além do incremento de investimentos na redução das filas de cirurgias eletivas, o secretário destacou o apoio do governador, Romeu Zema.

“Até 2018, o Governo do Estado só investia 7% do orçamento anual na saúde. Com o governador Romeu Zema conseguimos o reconhecimento da garantia dos investimentos na saúde e, atualmente, estamos cumprindo o mínimo constitucional de 12% do orçamento. Com isso, aliado aos investimentos dos municípios, estamos evoluindo na melhoria dos serviços o que, consequentemente, traz benefícios para a população em geral”, pontuou Baccheretti.

Hospitais

A agenda da comitiva da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), representando o Governo de Minas, começou com visita ao Hospital Aroldo Tourinho (HAT), em Montes Claros.

Atualmente, a instituição possui 185 leitos; serviço de hemodinâmica e de cardiologia intervencionista funcionando 24 horas e sedia o maior banco de leite humano da região.

Durante a visita, o presidente do HAT, Paulo César Gonçalves de Almeida, destacou o trabalho que a SES-MG tem implementado nos últimos anos, visando atender as necessidades regionais e defendeu a importância do fortalecimento da rede hospitalar do Norte de Minas.

Nesse sentido, Paulo César Gonçalves observou que, para a ampliação ou modernização do parque tecnológico do Hospital Aroldo Tourinho, há necessidade da melhoria do sistema energético da instituição, por meio de parceria do Governo do Estado, Cemig e o Governo Federal; a ampliação dos serviços de saúde mental em nível hospitalar para atender as demandas da região, bem como a realização de investimentos no Hospital Universitário Clemente de Faria, administrado pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

Na sequência, o secretário Fábio Baccheretti visitou o Hospital Dilson Godinho. Na oportunidade, o diretor administrativo, Éder Tadeu Pinheiro Brandão, explicou que, até dezembro de 2024, a instituição ampliará de 104 para 146 o número de leitos.

Ainda neste ano, o Hospital Dilson Godinho pretende apresentar à SES-MG projeto de implantação do serviço de transplante de rins e, para 2024, prevê a ampliação do serviço com a instalação de um banco de olhos, destinado ao transplante de córneas.

Durante a visita aos hospitais, Fábio Baccheretti afirmou que o papel da Secretaria de Estado da Saúde é atuar como facilitadora na busca de soluções que proporcionem a melhoria da prestação de serviços à população.

Por outro lado, para reduzir as demandas de atendimentos nos hospitais, o secretário garantiu que “os investimentos na melhoria e fortalecimento dos serviços de atenção primária terão continuidade. Vamos ter 100% de cobertura de atenção primária no Estado e, para isso, estamos investindo R$ 450 milhões na construção de novas Unidades Básicas de Saúde”.

Quanto ao suprimento de energia nos hospitais, o secretário salientou que vai buscar entendimentos com a Cemig, Governo Federal e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), a fim de que a solução do problema proporcione a ampliação de serviços e a modernização de equipamentos.

 

Compartilhe: