DECEMBER 9, 2022

Dupla é presa por extorsão e ameaça em Montes Claros

Dois homens, de 30 e 38 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) pelos crimes de extorsão e ameaça, em Montes Claros

Foto: PCMG

Nessa terça-feira (25), dois homens, de 30 e 38 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) pelos crimes de extorsão e ameaça, em Montes Claros, região Norte do estado. Os investigados foram denunciados pela vítima que alegou ter sofrido ameaças e intimidações da dupla. Durante a ação, os policiais civis apreenderam dinheiro, uma caminhonete e cartões.

A investigação da Polícia Civil teve início depois que a vítima denunciou o crime. Sobre os fatos, ela contou que, no ano passado, fez um empréstimo de R$ 2 mil com os investigados e, desde então, vem pagando a quantia de R$ 400 mensais aos suspeitos. Ela ainda revelou, que quando atrasa alguns dias é ameaçada pela dupla que diz que vai invadir sua casa e tomar seus pertences, intimidando-a. A vítima relatou também, que eles teriam aumentado a frequência de idas em sua casa, além das ameaças proferidas.

Ainda segundo relato, antes de ir até a delegacia para solicitar providências, os dois homens teriam deslocado até a sua residência em uma caminhonete, de cor preta. No local, eles teriam proferido várias ameaças contra a integridade física de sua família.

A delegada Áurea Alessandra, que coordena as investigações, explica que diante das informações prestadas policiais civis foram até a residência da vítima para arrecadar provas, bem como, imagens das câmeras de segurança. “Porém, no local, a equipe se deparou com os dois investigados quando estavam desembarcando da caminhonete e chamando no portão da casa da vítima. Eles foram abordados e presos em flagrante após serem reconhecidos”, explicou a delegada.

Os policiais apreenderam com a dupla diversas notas promissórias, quase R$ 15 mil, moedas estrangeiras, cartões e celulares, além do veículo que eles utilizaram no momento da prática criminosa.

A delegada salientou que podem haver outras vítimas dos investigados, portanto, essas pessoas devem procurar a delegacia para registrar os fatos para que eles sejam responsabilizados pelos crimes cometidos. “A cooperação entre a Polícia e a população é importante para garantir que a lei seja corretamente aplicada, evitando assim, práticas como agiotagem fora dos limites legais”, finalizou a delegada.

Após os trabalhos de Polícia Judiciária, a dupla foi encaminhada ao sistema prisional.

Compartilhe:

Notícias Relacionadas

Geral Sem categoria

CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA: CASA DO MENOR OÁSIS

Montes Claros Sem categoria

AMANHÃ PARA CLAREAR