DECEMBER 9, 2022

Abertas inscrições para mestrado em Ciências Florestais da UFMG em Montes Claros

Inscrições podem ser feitas até o dia 4 de novembro de 2024, em regime de fluxo contínuo.

Engenharia florestal -Foto: Amanda Lelis UFMG-19

Estão abertas, até o dia 4 de novembro de 2024, as inscrições para seleção de candidatos(as) para o mestrado em Ciências Florestais do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG. Ao todo, são oferecidas 16 vagas das quais quatro são reservadas para candidatos autodeclarados negros, conforme edital suplementar.

Inscrições
Podem se inscrever candidatos graduados em áreas do conhecimento consideradas afins à área de concentração pretendida no mestrado, a critério do Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais (PPGCF). As inscrições serão feitas em regime de fluxo contínuo, conforme previsto no edital, até o dia 4 de novembro de 2024. Os(as) candidatos(as) devem enviar a documentação prevista no edital para o e-mail: selecaocf.ufmg@gmail.com .

Seleção e resultado
O processo de seleção será constituído de duas etapas:
– Avaliação do curriculum lattes e projeto de pesquisa, de caráter eliminatório;
– Entrevista via plataforma virtual, de caráter classificatório.
O processo seletivo será iniciado em um prazo de 30 dias após o recebimento da documentação completa do(a) candidato(a) e do deferimento da inscrição.
O Resultado Final será divulgado em até 5 (cinco) dias úteis após a seleção, e consistirá do somatório das notas obtidas nas duas etapas do processo seletivo. O Resultado Final será publicado em painel externo à Secretaria do PPG em Ciências Florestais e na página web do Programa.

Sobre o mestrado em Ciências Florestais

O curso de Mestrado em Ciências Florestais almeja ampliar a capacitação dos bacharéis formados em cursos de graduação correlatos à área florestal, de modo a gerar conhecimentos nas áreas de silvicultura e sistemas agroflorestais, manejo de florestas de produção e nativas, tecnologia de produtos madeireiros e não madeireiros e recuperação de áreas degradadas. Os esforços das pesquisas realizadas no curso se concentrarão na avaliação crítica do modelo atual de atividade florestal e na proposição de alternativas e estratégias de ação frente aos desafios enfrentados para o desenvolvimento de uma economia produtiva sustentável nas áreas abrangidas pelo semiárido.
Destina-se ainda, a proporcionar uma formação científica ampla e aprofundada, desenvolvendo a capacidade de ensino, pesquisa e inovação tecnológica na área de Recursos Florestais. Assim, o curso possui uma única área de concentração, a mesma do eixo temático do curso, ou seja, Recursos Florestais, com duas linhas de pesquisa: “Silvicultura no semiárido” e “Manejo e Tecnologia de Recursos Florestais”. A área de concentração do programa prevê a realização de estudos e pesquisas em áreas de florestas nativas e plantadas, buscando a conservação, a gestão e o manejo com o desenvolvimento de tecnologias para a industrialização e utilização sustentável dos recursos florestais.
As linhas de pesquisas definidas para o curso foram propostas buscando coerência e consistência entre: estrutura curricular; projetos de pesquisa desenvolvidos pelos docentes e suas respectivas áreas de atuação; a área de concentração do curso proposto; e o perfil profissional almejado.

1) Silvicultura no semiárido
Visa desenvolver pesquisas que aprimorem métodos e técnicas silviculturais para a exploração das florestas plantadas e, recuperação e conservação das formações vegetacionais naturais nas regiões semiáridas. Nesse contexto, as investigações científicas abrangerão estudos com a implantação, condução e proteção de povoamentos florestais, em monocultivos ou na forma de sistemas agroflorestais e em recuperação de áreas degradadas.

2) Manejo e Tecnologia de Recursos Florestais

Visa desenvolver pesquisas que propiciem o melhor aproveitamento dos recursos florestais considerando diferentes aspectos do manejo florestal em regiões com predominância de déficit hídrico. Tratará de estudos nas áreas de mensuração e manejo, ergonomia, colheita e transporte, propriedades, usos e industrialização dos recursos florestais, além do planejamento e otimização de processos e atividades florestais.

Acesse o edital regular aqui
Acesse o edital suplementar 
aqui

Compartilhe: