DECEMBER 9, 2022

VALORIZAÇÃO DOS IDOSOS – Idosos do Programa Viver Mais comercializam artesanatos

O Programa Viver Mais é realizado diariamente nas dependências da Praça de Esportes oficinas de artesanatos para os participantes do programa.

Montes Claros Projeto Viver Mais 29 11 23 Foto Fabio Marcal 01 _1_

Foto: Fábio Marçal

O Programa Viver Mais da Secretaria de Desenvolvimento Social, realiza diariamente nas dependências da Praça de Esportes oficinas de artesanatos para os participantes do programa. Segundo especialistas, praticar tarefas manuais como o artesanato proporciona inúmeros benefícios para a saúde dos idosos, deixando a mente mais ativa e melhorando a criatividade.

Pensando nisso, simultaneamente com as atividades físicas e brincadeiras realizadas no Programa Viver Mais, foi idealizado para os participantes oficinas de artesanato para os idosos. “Inicialmente, o curso de artesanato do Programa Viver Mais começou como uma forma de promover a socialização e integração como forma de entretenimento dos participantes para diminuir picos de estresse e ensinar técnicas de artesanato, usando material reciclável encontrados com facilidades no nosso ambiente. Mas a aceitação e o interesse foram surpreendentes. Em apenas três meses, muitos talentos foram descobertos e todo material produzido pelos participantes do projeto agora está sendo comercializado em duas feiras da cidade”, destaca Cláudia Prates, professora de artesanato do Programa Viver Mais.

Marina Maciel, Assistente Social e Coordenadora do Programa Viver Mais, enfatiza ainda que “esse tipo de tarefa serve como um recurso terapêutico, pois ativa os canais sensoriais e proporciona o equilíbrio das emoções. Pouca gente sabe, mas as nossas terminações nervosas encontram-se nas pontas dos dedos e ligam-se às mais diversas partes do cérebro, por isso ao realizar trabalhos manualmente, a percepção e atenção melhoram”, afirma.

Para pessoas na terceira idade, trabalhos artesanais contribuem para o resgate psicológico, social e imunológico da terceira idade. “Estaremos expondo e comercializando os artesanatos produzidos por eles nas feirinhas de artesanato da Praça da Matriz aos domingos pela manhã e na feirinha da Igreja Rosa Mística nas noites de terça-feira”, conta a coordenadora.

 

Compartilhe: