DECEMBER 9, 2022

Inscrições abertas para a fase mineira do XII Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora

Evento de lançamento reuniu prefeitos vencedores da última edição e marca o início das inscrições para a etapa estadual.

sebrae

Foto: Divulgação

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora (PSPE), concurso que celebra e valoriza o compromisso das administrações municipais com o empreendedorismo e a modernização da gestão pública local. As inscrições podem ser feitas até 31 de janeiro de 2024 pelo site.

A premiação da etapa mineira será realizada em abril de 2024. Os projetos premiados seguirão para a fase nacional, que está prevista para começar no final de maio. Os vencedores serão divulgados em Brasília, em junho do ano que vem.

A XII edição do PSPE inclui 10 categorias: Simplificação e Fomento ao Empreendedorismo; Sala do Empreendedor; Compras Governamentais; Empreendedorismo na Escola; Inclusão Produtiva; Turismo e Identidade Territorial; Sustentabilidade e Meio Ambiente; Empreendedorismo Rural; Cidade Empreendedora e Governança Territorial.

Uma novidade da XII edição do concurso é a introdução da inovação como um critério transversal, destacando a importância da criatividade e do pensamento pioneiro em todas as categorias.

Boas práticas

O lançamento da etapa estadual foi realizado na tarde desta segunda-feira (21/8), na sede do Sebrae Minas, em Belo Horizonte. Durante o evento, o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Marcelo de Souza e Silva, apresentou a nova edição do concurso, e ressaltou a importância da parceria entre Sebrae e as prefeituras, para a transformação da realidade dos municípios.

“Juntos, temos a capacidade de criar um ambiente propício para o crescimento das micro e pequenas empresas, que são verdadeiros motores da economia. Com iniciativas que fomentam a capacitação, o acesso a crédito, a inovação e a integração de setores, podemos impulsionar um ciclo virtuoso de geração de emprego, renda e prosperidade. O Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora é mais do que um troféu: é um símbolo da transformação que pode ocorrer quando a visão empreendedora se alia à gestão pública comprometida”, afirmou o presidente.

O prefeito do município de Cataguases, na Zona da Mata mineira, José Henriques, vencedor da categoria Desburocratização na XI edição do PSPE, falou sobre as iniciativas inovadoras e a importância do apoio do Sebrae Minas nas ações em seu município: “Estamos falando do verdadeiro profissionalismo na administração pública. O Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora possibilita a troca de conhecimentos e experiências. Nessa troca eu conheci várias boas práticas que já adotamos em Cataguases”, informou Henriques.

Para o prefeito de Paracatu, Igor Pereira dos Santos, vencedor da última edição na categoria Cidade Criativa e Empreendedora, o prêmio é motivo de orgulho para a administração pública municipal, e demonstra que a prefeitura está no caminho certo. “Importante destacar que ganhamos com um projeto que estava muito maduro na cidade. Colhemos o resultado de um trabalho de muitos anos, realizado com o apoio do Sebrae, que nos ajuda a dar continuidade às ações relevantes, porque as gestões passam, os prefeitos passam, mas as boas práticas precisam seguir. É aí que está o sentido da verdadeira política pública”, destacou o prefeito da cidade do noroeste do estado.

PSPE: 22 anos

O PSPE é o maior prêmio municipalista brasileiro. Realizado há 22 anos, o prêmio destaca e reconhece projetos desenvolvidos pelas prefeituras de todo o país que estimulam o empreendedorismo, a competitividade dos pequenos negócios e a modernização da gestão pública local.

Em Minas Gerais, o PSPE homenageia o presidente Juscelino Kubistchek (JK), homem público e referência mineira em gestão.

A XI edição do Prêmio recebeu a inscrição de 209 projetos, de 153 municípios. Na fase final, disputaram 32 trabalhos, de 29 cidades. Os oito vencedores foram: Divinópolis, na categoria Cidade Empreendedora – Região Sudeste; Conselheiro Pena (Compras Governamentais); Cataguases (Desburocratização); Chapada Gaúcha (Empreendedorismo na Escola); Guimarânia (Governança Regional e Cooperação Intermunicipal); Uberaba (Inovação e Sustentabilidade); Paracatu (Cidade Criativa e Empreendedora) e Couto de Magalhães de Minas (Conceito, Serviços e Gestão Empresarial).

Compartilhe: