DECEMBER 9, 2022

Zema autoriza inclusão do Anel Viário Leste e Norte no contrato de concessão da Eco135

Em visita à Montes Claros, governador assinou convênio para que as obras sejam executadas pela empresa administradora da BR-135

SAVE_20210917_101529

Zema autorizou inclusão nesta quinta (16)/ Foto: Sólon Queiroz

O governador Romeu Zema (Novo) assinou na manhã desta quinta-feira (16), uma autorização que permite a inclusão do anel rodoviário Leste e Norte no contrato de concessão da empresa Eco135. Com isso, as duas obras na ordem de R$ 204 milhões em investimentos.

Com localização geográfica privilegiada, Montes Claros é considerada o segundo maior entroncamento rodoviário nacional, dispondo, para escoamento de produção, das rodovias, como as BRs 135, 365, 251, além da MGC-122 e MGC-135. Por isso, conforme ratificou Romeu Zema (Novo), a execução da obra rodoviária será uma integração logística importante entre as rodovias da região, e ainda vai contribuir para a melhoria da mobilidade urbana na cidade que é referência na região norte-mineira e Sul da Bahia.

“Minas Gerais ganha, o Norte de Minas passa a ter uma estrutura muito melhor. Mias segurança. Com o trânsito indo pelo anel rodoviário, preserva as vias urbanas. Melhora a fluidez do trânsito pois os caminhões não passarão mais por vias congestionadas e terão uma via alternativa ao lado da cidade. Com isso, a cidade terá uma manutenção menos onerosa e mais segura devido ao menor trânsito em áreas residenciais e comerciais. E, em resumo, é isso que nosso governo quer. E isso significa ganhos logísticos, menos congestionamentos. Teremos, com certeza, um Norte de Minas, uma Montes Claros mais desenvolvida, mais segura, com ganhos para todos”, disse Zema.

Humberto Souto participou de forma remota/ Foto: Solon Queiroz

Na mesma linha, Humberto Souto (Cidadania), que participou de forma remota, avaliou que ao ver anel rodoviário Norte e Leste sendo implantado na prática põe ao fim uma espera de mais de três décadas.
“Esse projeto resgata uma postulação do município a mais de 30 anos. Quando deputado federal nós trabalhamos muito por essa obra. Ela é a mais importante que Montes Claros tem e reivindica. Claro que temos outras também importantes, mas ela vai desafogar o trânsito de todos os ônibus, carretas pesadas que vem destruindo o calçamento da cidade, há anos e anos, além do trânsito lento”, observou.

Desde novembro de 2020, a Eco135 foi autorizada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade – Seinfra, a realizar junto ao DER-MG estudos para o contorno viário, que vai contribuir na fluidez do tráfego e no desenvolvimento da região.
Segundo a concessionária responsável pela execução, as obras serão divididas em trechos: a  Anel Viário Leste, que possui 12,1 km de extensão, terá 2,2km de rodovia a ser construída e 9,9km de rodovia existente passível de melhoramento. Já o segundo trecho, o Anel Viário Norte, possui extensão estimada de aproximadamente 10km de construção, ligando a BR-251 à BR-135 sentido Norte. 

Para o trecho B, com 2,2km de extensão, espera-se que as obras comecem já em abril de 2022. Já o segmento norte, trecho D, está tendo seu projeto de engenharia revisado e deve ser finalizado até o final deste ano. Contudo a execução real da obra, deve ocorrer apenas no primeiro semestre de 2023 em função dos prazos para licenciamento ambiental, desapropriação e contratação de obra.

O diretor de concessões rodoviárias estaduais da Eco-135, Rui Klein ressaltou a participação da empresa na execução do projeto. “É um orgulho para nós da Eco-135 estar transformando a região. As obras não só transformam a infraestrutura, mas transformam também a sociedade, deixam legado e salvam vidas. E hoje é um dia festivo, pois comemoramos a inclusão das obras do contorno. É gratificante tirar do papel algo tão sonhado, tão desejado há muito tempo e a gente ajudar a transformar isso em realidade”.

Diretor da Eco135 falou sobre o sonha da população estar se tornando realidade/ Foto: Solon Queiroz

O secretário estadual de infraestrutura e mobilidade, Fernando Marcato, explicou que o valor investido nas obras é proveniente de uma parceria feita com a Eco-135, projeto que vai gerar também postos de trabalho para o município e para as cidades vizinhas.

“Ainda que o anel Sul esteja sendo recuperado, mas não é o suficiente para retirar todo o trânsito da cidade. É preciso investir no anel Leste e no tão sonhado anel Norte. Para isso, como equacionar uma obra de R$ 204 milhões em um estado que não  tem dinheiro. A única forma que se encontrou de fazer foi através de uma parceria público-privada, por meio da concessão com a Eco135. E esse é o melhor caminho para que a gente possa ter investimento a longo prazo. Em um momento de saída da pandemia são 14 mil empregos diretos e indiretos que serão gerados na região”, comentou.

Perguntado se essa parceria com a concessionária Eco135 iria provocar o aumento na cobrança do pedágio, o secretário afirmou que os recursos serão gerados dentro do acordo já existente, sem gerar qualquer custo adicional para o usuário da via.

“Para ganhar a licitação, a Eco precisa pagar uma autoria para o estado, valor que é repassado mensalmente. Em vez desse dinheiro ir para o cofre do estado, ele fica retido nas contas da própria concessionária. É como se o estado falasse assim: ‘em vez de me pagar, faça a obra’. Então, é um dinheiro previsto na concessão e que a gente está reinvestindo na região”, afirmou Fernando.

O anúncio da construção e melhoramentos dos dois anéis rodoviários foi comemorada pelo caminhoneiro Jaime do Carmo,  que passava pela Avenida Mário Tourinho, via que fica entre a BR-135, saída para Bocaiuva e BR-365, saída para Pirapora. Ele estava levando carga para Recife, e falou algumas palavras com o governador.

“Eu disse para ele parabéns, pois está arrumando uma rodovia que eu sempre passo”, comentou brevemente com a reportagem.

Obras vão desafogar o trânsito de veículos pesados na cidade/ Foto: Solon Queiroz

Reivindicação na Câmara estadual

O deputado Tadeu Martins Leite (MDB), coordenador da Bancada do Norte na Câmara lembrou que o sonho antigo de vários parlamentares que passaram pela Assembleia de Minas agora se torna realidade.

“Eu me lembro que antes mesmo de entrar na vida pública, eu escutava essa conversa do anel rodoviário Norte como um praticamente impossível. É um dos sonhos mais importantes de Montes Claros que nós realizamos. Pois esse anel rodoviário, além de ajudar fisicamente a cidade de Montes, também vai ajudar a salvar vidas. Porque com frequência nós temos acidentes aqui nessa região por conta da carga pesada que passa dentro”.

O deputado Tadeu Martins Leite falou das ações da bancada do Norte para que ocorresse as obras/ Foto: Solon Queiroz
Compartilhe: