DECEMBER 9, 2022

Pai e filho são presos suspeitos de homicídio em Botumirim

Vítima foi enterrada no quintal da fazenda de um dos suspeitos

SAVE_20210915_104047

Prisão temporária foi expedida devido aos suspeitos estarem atrapalhando as investigações/ Foto: Polícia Civil/ Divulgação

A Polícia Civil, em ação conjunta com a Polícia Militar efetuaram nesta terça-feira (14/9) em Botumirim, Norte de Minas, a prisão de dois homens, 63 e 32 anos, pai e filho, por suspeita de envolvimento em crime de Homicídio qualificado e Ocultação de Cadáver.

A vítima, de 24 anos, foi encontrada enterrada na propriedade de um deles.
A PC em Grão Mogol iniciou as investigações depois que o pai da vítima procurou a delegacia noticiando o desaparecimento do seu filho. O sumiço já durava mais de 15 dias. Segundo o pai do desaparecido, ele se ausentou para trabalhar “no café”, deixando seu filho responsável pela casa e animais, dias depois recebeu uma ligação afirmando o sumiço dele.

O próprio pai iniciou buscas pelo filho e sem sucesso procurou a Delegacia de Polícia. Ele informou que dois cachorros também haviam desaparecido, posteriormente, os animais foram encontrados mortos próximo da residência de um desafeto do seu filho, cerca de cem metros.

No dia 16/8, o corpo da vítima, 24 anos, foi localizado na propriedade de um dos suspeitos, enterrado em cova rasa, com alguns galhos cobrindo o local. O cadáver que estava em estado avançado de decomposição foi encaminhado ao Posto Médico Legal, em Montes Claros. Próximo ao local havia uma corda, uma pá e uma enxada, os dois últimos, teriam sido usados pelos investigados para ocultar o corpo.

As investigações realizadas confirmaram a rixa entre eles. Ainda foi possível comprovar que os cachorros foram mortos para dificultar as buscas pelo corpo.
Os suspeitos estavam atrapalhando o andamento e finalização das investigações quando se esquivavam de comparecer na Unidade Policial para prestar esclarecimentos sobre os fatos, por isso, o Delegado Renato Luiz Pena representou pela decretação da Prisão Temporária deles.

Os suspeitos encontram-se no Sistema Prisional à disposição da Justiça. As diligências continuam visando concluir o Inquérito Policial instaurado.

Compartilhe: