DECEMBER 9, 2022

Minas gerou mais de 34 mil empregos com carteira assinada em julho

Estado supera desempenho do mês anterior, quando foram criados 32 mil postos de trabalho

carteira-de-trabalho-Ciete-CARROSSEL

Novos postos de trabalho foram criados/ Foto: Agência Brasil

Minas Gerais mantém resultados positivos na geração de empregos. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (26/8) pelo Ministério da Economia, no mês de julho foram abertos 34.333 postos de trabalho formal no estado. O número é resultado da admissão de 182.066 trabalhadores e do desligamento de outros 147.733. No acumulado do ano, Minas já gerou 219.560 empregos com carteira assinada.

O saldo de julho foi superior ao de junho, quando foram abertas 32.538 vagas. Da mesma forma, ficou acima do registrado em julho de 2020. Na época, o estado criou 19.804 postos de trabalho, e o período marcou a retomada do saldo positivo de emprego após o fechamento de oportunidades devido à pandemia de covid-19.

Segundo a diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidades de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Amanda Carvalho, os dados do Caged mostram a tendência de crescimento contínuo do mercado de trabalho em Minas Gerais, motivada pelo aumento das contratações por empresas..“Cabe destacar o bom desempenho dos setores de serviços, comércio e indústria, que foram mais afetados pela crise decorrente da pandemia, e têm demonstrado os maiores saldos na geração de emprego”, observa.

Por atividade econômica, o setor de serviços registrou um saldo positivo de 12.276 empregos, enquanto a indústria gerou 7.775 postos de trabalho.

Compartilhe: