DECEMBER 9, 2022

Palestra gratuita vai discutir a mulher negra na sociedade, em Montes Claros

Evento presencial faz parte das comemorações do Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e também dia Nacional de Tereza Banguela e da Mulher Negra, lembrados no último domingo

IMG_20210728_141146

Palestrantes vão discutir a posição da mulher negra/ Foto: Divulgação

O Rotary Club de Montes Claros Liberdade, vai promover, nesta quarta-feira (28), às 19h, uma palestra gratuita e presencial com o tema “Mulheres negras, uma nova história”, no auditório de uma faculdade particular localizada na rua Lírio Brant, nº 511, no bairro Melo.

A iniciativa faz parte do Programa Wakanda, criado pelo Rotary Club de Montes Claros Liberdade. Segundo a coordenadora do evento, Veranice dos Santos, o objetivo é dar ênfase às discussões acerca do racismo e papel do negro no Brasil. Ela lembra que Wakanda é um país fictício do universo Marvel, o qual representa força, poder, sucesso, inteligência e beleza da raça negra. Daí, a referência.

“Queremos trabalhar a valorização, autoestima e o empoderamento da raça negra brasileira. Dando o destaque merecido a cultura negra, trabalhando todas as datas, promovendo e divulgando ações, culturas e personagens negras que marcaram e constroi e faz parte da construção do nosso pais”, explicou.

Além dos rotarianos, a expectativa é que o público em geral que se interesse pela temática também participe do debate, com capacidade máxima para 70 pessoas.

Como ressalta Veranice, este é o primeiro encontro realizado pela organização após a fundação do projeto Wakanda e tem como intuito celebrar o Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e também dia Nacional de Tereza Benguela e da Mulher Negra, lembrados no último domingo (25). A data foi instituída pela Lei nº12.987 em 2014, homenageando Tereza de Benguela, uma das lideranças na luta contra a escravização. A discussão vai contar com duas palestrantes: empresária e consultora de moda, Sara Silva, e a psicóloga Leila Gusmão.

“Discutir essa temática no XXI ainda é necessário porque a mulher negra neste país ainda é discriminada por dois fatores: pelo fato da cor da pele e também pelo gênero. Ser mulher e negra ainda pesa muito na nossa sociedade . Quando falamos na capacidade e oportunidade no âmbito profissional, estamos no última escala da hierarquização social. Primeiro, vem o homem branco, depois, o homem negro e a mulher branca e, no último degrau, a mulher negra. Precisamos trabalhar a autoestima e a valorização”, comentou a coordenadora.

O evento também conta com a organização do Presidente do Rotary Club de Montes Claros Liberdade, José Rodolfo Oliveira.

Para mais informações, ligue no número (38) 99979-1933.

Compartilhe: